Intercâmbio Cultural entre Casa de Gana e Bahia: Fortalecendo Vínculos entre um País Africano e uma Comunidade Brasileira

20/11/2023

Programação gratuita de 4 dias contará com música, dança, culinária, literatura, artesanato e debates sobre conexão Brasil e Gana. Abertura terá tradicional Cortejo Durbar com 30 artistas ganeses e 20 lideranças africanas pelas ruas do Pelourinho.


Desmistificando estereótipos e compartilhando histórias e tradições desconhecidas de um país africano, a iniciativa 'Casa de Gana' (@casadegana) busca fortalecer e criar novos laços de intercâmbio cultural entre África e Bahia. O projeto, que ocorrerá no Pelourinho durante o Salvador Capital Afro, de 20 a 24 de novembro, é promovido pela Embaixada de Gana no Brasil, liderada pelo estilista e designer Luiz Delaja, brasileiro educado na África Central e Ocidental. Contando com o apoio do Governo do Estado da Bahia, Prefeitura de Salvador e Secretaria de Turismo de Salvador, a 'Casa de Gana' estará aberta das 10h às 22h, com entrada gratuita.

A abertura do projeto está marcada para segunda-feira (20/11), a partir das 8h, com um tradicional Cortejo Durbar no Pelourinho. Durante o evento, cerca de 30 artistas ganeses e 20 lideranças, incluindo representantes governamentais e embaixadores, como o vice-cônsul e a Embaixadora de Gana, participarão do Fontomfrom de Shebre, uma dança destinada a dar as boas-vindas a chefes e autoridades. O cortejo contará com músicos, percussionistas, dançarinos, mascarados, acrobatas e andadores de perna-de-pau, todos vestidos com suas indumentárias características feitas com o tecido kente, além de seus tambores típicos.

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO: 

Em 4 dias de programação, a Casa de Gana vai contar com músicas, danças, artes visuais, literatura, artesanato e culinária típicas do país da África Ocidental. Além do cortejo de abertura, entre os destaques estão a leitura e discussão do livro "Adinkra - Sabedoria em Símbolos Africanos"; conversas sobre conexões entre Brasil e Gana, além de apresentações das danças tradicionais Adzogbo e Takai; e de música com a jovem Wiyaala, conhecida como A Jovem Leoa Africana, e DJ Sankofa. Também estarão presentes uma comitiva com cerca de 18 representantes diplomáticos de vários países africanos e latinoamericanos.

Outro destaque que será apresentado da cultura ganesa é o tecido kente, conhecido por suas cores, simbolismo e história. Um tecido tradicional dos reis Ashanti, que formaram um dos maiores impérios residentes no continente africano, eles ocuparam um grande espaço no mapa e na cultura do continente e imprimiram tudo isso em padrões coloridos nesse tipo de artesanato e vestuário.

DeLaja, que há cerca de 10 anos atua promovendo eventos no Brasil que dialoguem com as culturas africanas, especialmente de Gana, ressalta que toda a programação é construída para além do entretenimento, mas com a intenção de transmitir conhecimento e contato com a ancestralidade. "Como criativo, procuro dar novos significados e usos ao que é considerado artesanal, de África, e elevá-lo a uma interpretação contemporânea, da decoração à comida. Todos os sentidos devem ser estimulados; portanto, cada pessoa leva consigo alguma experiência e percepção única e/ou diferente do evento."

ESPAÇO CULTURAL PERMANENTE EM SALVADOR

A Casa de Gana nasce com uma programação temporária, mas a ideia é que o projeto seja um centro cultural fixo que ocupe um espaço no Pelourinho. O projeto está em desenvolvimento junto com a Embaixada de Gana no Brasil, Governo do Estado da Bahia e Prefeitura de Salvador. "Além de eventos, os planos incluem um restaurante, bem como diversos cursos sobre temas e fazeres ganenses. A expectativa é de que também sirva como ponto de referência para os ganeses que viajam pelo Brasil, não apenas como um sentimento de orgulho, mas como um sentimento de conexão com nossos antepassados que caminharam, trabalharam e viveram seus dias em Salvador", destaca o designer e curador do projeto.

RELAÇÃO GANA E BRASIL

Brasil e Gana estabeleceram relações diplomáticas em 1960. A embaixada em Acra - capital de Gana, foi a primeira do Brasil na África Subsaariana. A embaixada de Gana em Brasília é a única do país na América do Sul. Segundo Luiz DeLaja, as conexões entre os dois países são muitas.

"Grande parte dos africanos escravizados que foram embarcados para o Brasil pertenciam à costa da África Ocidental, e aqueles que foram repatriados e voltaram à Gana até hoje são chamados de "Tabom", isto vem da expressão em português "Tá bom". Eles trouxeram consigo muitas habilidades, incluindo a construção da primeira casa de dois andares em Accra - capital de Gana, conhecida como Casa Brasil.

Nos anos 1960 e 1970, as relações foram marcadas pela agenda comum voltada para a condenação ao apartheid e para a autodeterminação dos povos, entre outros temas. Na década de 1980, Gana co patrocinou o projeto de resolução apresentado pelo Brasil na ONU para a criação da Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS). Gana tem sido importante parceiro do Brasil na África Ocidental, o que se reflete na intensificação do diálogo político e do comércio bilateral e no fortalecimento da cooperação técnica.

"Esperamos que com o tempo comecemos a mudar as percepções sobre o quê África tem para oferecer, a contar as nossas próprias histórias em primeira pessoa, a trocar conhecimentos e fortalecer vínculos culturais e comerciais", reforça Luiz Delaja

Programação: 

20/11 - Segunda

8h - Concentração para Cortejo Durban no Largo Terreiro de Jesus

8h30 - Saída do cortejo pelas ruas do Pelourinho até a Casa de Gana (Ladeira São Miguel, 07)

10h - Cerimônia de Abertura com autoridades de Gana e representantes do Governo do Estado e Prefeitura de Salvador. Abertura de exposição com Arte Ganense

14h - 18h: Espaço Turismo e AGI (Associação de Indústrias de Gana) e Ministério do Turismo de Gana.

21/11 - Terça

10h - 12h - Exposição de Arte e produtos ganenses

14h - 18h - Apresentação de Danças tradicionais: Adzogbo e Takai.

19h - 21h - Exibição do filme "Long Wait from Hope" - Documentário que conta a história do surgimento da comunidade "Tabom" + Conversa sobre as conexões Brasil e Gana

22/11 - Quarta

8h - 12h - Exposição de Arte e produtos ganenses | Stand Editora Cobogó

14h - 18h - Apresentação de Danças tradicionais: Adzogbo e Takai.

19h - 22h - Apresentação do Grupo de Dança e Música Shebre

23/11 - Quinta

10h - 12h - Conversas e Turismo: networking e pitchs | Performance de grupo de dança de Shebre | Conheça os Ganenses.

14h - 18h: Conversa sobre Cultura e Ancestralidade. Uma breve leitura e discussão apresentado por Sua Excelência, a Embaixadora de Gana no Brasil, Abena Busia, sobre o livro "Adinkra - Sabedoria em símbolos africanos".

24/11 - Sexta

10h - 12h - Outlet de produtos + Música Ao vivo com artistas ganeses

14h - 18h - Performance do Grupo Shebre

19h - 22h - Dj Sankofa

SERVIÇO

Casa de Gana - Salvador Capital Afro

20 a 24 de novembro, das 10h às 22h

Pelourinho: Ladeira São Miguel, 07

Gratuito

Mais informações em @casadegana
Realização: H.E. Embaixadora de Gana no Brasil, Abena P. Busia, Governo da República de Gana, Ministério do Turismo de Gana e Associação de Indústria de Gana;
Produtor Executivo, Desenvolvimento de Conceito: Luiz DeLaja (Ministry 4 Style);
Produtora Executiva Associada: BlueJay Produções;
Direção Executiva: Yaw Nyinaku; Apoio: Governo do Estado da Bahia, Prefeitura de Salvador, Secretaria de Turismo de Salvador.

Matéria por redação e Gi Santana: 


Leia as últimas matérias

O Instituto Conselheira 101 convida as líderes negras e indígenas a se destacarem no epicentro da tomada de decisões. Para aquelas que aspiram a uma presença marcante no mundo corporativo, a compreender a fundo a governança empresarial e a expandir sua rede de contatos no universo dos negócios, esta é a oportunidade feita sob medida para você!

Joice Pelegrino, empresária que por onde tem passado vem construindo um legado de transformação, conhecimento e humildade , além de ser palestrante e mentora, já negociou para mais de 40 países. Na entrevista concedida à Revista Negra e mediada por Taynara Melo durante sua visita a Rondônia no mês de março, Joice compartilhou sua história de vida e...